quinta-feira, 14 de janeiro de 2016

Menos chutões, mais movimentação: metas do Palmeiras para 2016


Os primeiros treinos do Palmeiras na cidade de Itu, onde o clube faz a primeira parte de sua pré-temporada, deixaram claras algumas das metas do técnico Marcelo Oliveira para este ano. O treinador insistiu com seus jogadores pedindo que o time se movimente mais, saiba se compactar e evite chutões na defesa.

Com uma equipe entrosada, que inicia 2016 com a mesma base que venceu a Copa do Brasil no ano passado, o treinador tem menos preocupações e mais tempo para corrigir erros que causaram instabilidade ao Verdão na última temporada.
  
A sequência de jogos e viagens entre Brasileirão e Copa do Brasil dificultou o trabalho de Marcelo em 2015. Entre setembro e outubro, o Palmeiras jogou 17 jogos em 57 dias – uma maratona que desgastou os jogadores e deixou a comissão técnica sem tempo suficiente para pensar nas atividades em campo. 

Em Itu, a história é diferente. O Palmeiras vem trabalhando em dois períodos e variando os tipos de treino. À parte das atividades físicas, sem bola, Marcelo tem comandado treinamentos em campo reduzido e priorizado a ocupação de todos os espaços do gramado por seus atletas.

No primeiro coletivo de 2016, o técnico se posicionou em meio aos seus jogadores e parou o treino em diversos momentos, para corrigir posicionamentos, movimentações e aspectos técnicos. Da saída de Fernando Prass às finalizações de Barrios, passando pela transição entre defesa e ataque, comandada de forma ordenada pelos zagueiros, laterais e volantes.
  
O Palmeiras abre a temporada contra o Libertad, no dia 20, em Montevidéu, por um quadrangular amistoso – que também será disputado por Nacional e Peñarol. A estreia oficial se dá dia 31, diante do Botafogo, em Ribeirão Preto, pelo Paulistão.

Fonte: Globo Esporte

Nenhum comentário:

Postar um comentário